As Caixas de Stanley Kubrick

 

Alguns diretores são bons, outros péssimos, outros são ótimos.

Mas Stanley Kubrick foi um caso à parte. Para mim, um fenômeno em direção de filmes.

Lembrei dele hoje por duas razões: primeiro porque recebi do meu primo um vídeo sensacional, do qual falarei logo mais.

Segundo porque hoje, 11 de setembro, faz 7 anos que meu amigo Ivan subiu pro céu junto às outras vítimas das Torres Gêmeas, em Nova York - e foi ele quem me mostrou O Iluminado pela primeira vez, em muitas das sessões-terror que fizemos na nossa adolescência.

O vídeo, que você assiste aqui, é comprido, mas vale cada frame. Foi dirigido por Jon Ronson, dois meses após a morte de Kubrick, na mansão Childwick. Lá estão centenas de caixas “que possam ser facilmente retiradas e consultadas”, segundo o próprio Kubrick. E dentro de cada uma delas, Ronson descobriu um verdadeiro legado do modus operandi do diretor.

Se o exemplo de diretor ‘Caxias’ mais conhecido é Alfred Hitchcock, este vai por água abaixo quando se lê sobre qualquer história de bastidores de Stanley Kubrick, ou quando se assiste a este vídeo.

No próprio O Iluminado: a pobre Shelley Duvall, além de ter de fugir do mais endiabrado Jack Nicholson da história do cinema, teve de repetir um mesmo take nada menos do que 127 vezes, até o diretor achar bom. Sim, ela chorou de desespero. E se com atores era assim que funcionava, imagine com objetos. E é isso que vemos em Stanley Kubrick’s Boxes.

Fotos? Milhares, de vários ângulos, detalhes, cores, texturas. Um sobrinho seu ficou encarregado de tirar milhares de fotos de portões para que Stanley pudesse escolher seu preferido, que entraria em De Olhos Bem Fechados. Mas “milhares” não é apenas uma expressão, é fato.

E esse cuidado e esmero traduzem a razão pela qual o diretor realizou apenas 16 filmes em quase 50 anos de carreira. A devoção de Stanley Kubrick pelo cinema está ali, e a parte boa é que todo este acervo agora é cuidado pela London University of Arts. E qualquer um pode ir até lá “xeretar”.

Bom passeio para uma tarde londrina chuvosa.

 

Coluna Estação Tricolor

Tecnicamente

Neste grande jogo de xadrez que é o futebol, estamos em xeque.


Eu sei, cornetei já muito o Muricy. Mas com o tempo também dei o braço a torcer frente ao fato de que técnico é uma parte do time.


Não adianta o técnico treinar e o jogador mandar a bola para fora na cara do gol (dois ótimos exemplos, aliás, puderam confirmar isso no jogo Brasil x Chile do último domingo).
Claro que há muitas coisas com as quais não concordo. A falta de algumas jogadas ensaiadas é do que mais sinto falta.
E a constância dos jogadores desfalcando a equipe vem abalando as escalações tricolores. Estava lendo que a diretoria deve, desde já, pensar o time do ano que vem. É a coisa mais certa a se fazer. Pena que, como simples torcedores, podemos apenas cobrar esta atitude. Mas nós também só fazemos isso nas rodas de amigos, dizemos "a diretoria TEM que fazer isso ou aquilo", mas jamais vi qualquer protesto são-paulino nos últimos tempos. Prova de que confiamos no clube e no time. Ponto para o Tricolor.

Muricy disse que o Grêmio está onde está porque o elenco tem peças de reposição e perdeu apenas um jogador. Os gremistas não são convocados para a seleção, outra vantagem.

Ironicamente, para o São Paulo, estar sempre em evidência, lançar jogadores incríveis e ser o atual bi-campeão brasileiro, é ser o seu próprio algoz.

E falando em times do Sul, olha aí o Inter se planejando. Pensa que eles são bobinhos? Não são não.
Querem levar o Muricy para lá de volta.

E nós, ficamos com...

Com...

Com quem?
É bom pensar nisso, e rápido, antes que o xeque-mate venha com os ventos frios do Sul.
 
Esta coluna de hoje é dedicada a meu pai, Paulo Marcio Bezerra de Menezes, que virou, muito cedo, uma linda estrelinha lá no céu.
E que, com certeza, vai ajudar a dar uma forcinha para ganharmos do Flamengo domingo.
Te amo, pai.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Bela Vista, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Esportes
MSN - mfbm@hotmail.com